quinta-feira, 24 de março de 2011

Desumano humano

   Completamente “surtada” com todas as notícias sobre as lutas pela melhoria das condições de vida em diversos Países, procurei o porque da atitude de seus lideres. Conclui que o que autoriza um ditador é a defesa do território contra o domínio estranho. O que o condena é a falta da lógica sentimental. 

   Assim, dando, ou atribuindo, uma condição, sobre a qual possamos meditar, fica menos difícil ouvir sobre o que está acontecendo

 Tinha que haver uma razão, para tamanha insensatez, ser admitida por décadas, e, só então, ser combatida. Refiro-me ao que está acontecendo na Líbia, Síria, e outros Países, que procuram remediar o futuro. 

   Alguém comentou que isso, deve-se ao fato, de a população ter alcançado a Idade da Razão.   São os filhos dos cidadãos daquele momento, que cresceram sob influencia, do então governante, que se viram premidos a uma sujeição inaceitável. Seus pais puseram-no no comando, crentes que estavam fazendo o melhor, mas eles podem ajuizar que não é bem assim, pois, seus pais esperaram em vão, e eles, nem isso tiveram: esperança. 

   Houve o aumento da imigração, e consequente influencia sobre os menos abastados. 

   Então, a crise é culpa dos comunistas. Estes provocaram a rebeldia, a depressão, e o desregramento – bebedeiras, e vandalismo. Mas, cadê o líder para mediar à situação necessária? 

   O que viram foi a aparição de um “dono”, cioso do que poderia acontecer com seus “pertences”. Então o zelo, daquele momento, revelou-se possessão. Não é a soberania, e hegemonia que se intenta manter, mas a situação de usufruto que mantém o status alcançado, nem é ditadura…